Filho da superintendente do Detran-SP será indiciado por homicídio doloso

  • Por Jovem Pan
  • 11/07/2016 10h05
DET10 SAO PAULO / SP 17/03/2011 GERAL DETRAN. O governo do estado anuncia hoje uma serie de medidas para modernizar o Detran. Na foto, Detran na Avenida do Estado. FOTO EVELSON DE FREITAS / AEDetran-SP

Universitário de 20 anos, responsável por atropelar e matar o adolescente, Lucas Magalhães dos Reis, segue detido em delegacia. Rodrigo Monteiro Sze, é filho da Superintendente do Detran de SP, Silvia Monteiro Sze.

Além de matar o jovem de 16 anos, Rodrigo também atropelou a avó de Lucas, Vera Lucia Gomes Ribeiro, de 66 anos, que segue internada em UTI.

O adolescente ia para o último dia de aula antes das férias em uma escola técnica para apenas entregar um trabalho. A avó foi acompanhá-lo até o ponto, quando ambos acabaram atropelados em uma “ilha” cercada por blocos, perto do cemitério da Lapa.

Em depoimento, segundo a polícia, o universitário contou que chegava de uma balada na Barra Funda, Zona Oeste, e perdeu o controle do veículo. O estudante confessou ao delegado que bebeu e dirigia a 80 km/h, o máximo permitido na via é 50 km/h.

O teste do bafômetro não apontou índice acima do permitido, mas o delegado assistente Gilberto Tadeu Barreto, que atendeu o caso, entendeu que Rodrigo assumiu o risco após ter bebido e dirigido em alta velocidade.

Por isso o jovem segue preso e será indiciado por homicídio doloso, ao assumir o risco de matar. O advogado que defende Rodrigo Monteiro Sze, afirmou que não passou de uma tragédia, que o estudante não fugiu do local e prestou socorro à vítima. A defesa entrará com pedido de habeas corpus.

*Informações do repórter Felipe Palma