FMI reduz pessimismo e estima avanço de 0,5% no PIB

  • Por Jovem Pan
  • 20/07/2016 08h44

Rebaixamento de nota vai afetar diretamente o dia a dia do brasileiro

Economia

FMI reduz pessimismo quanto ao futuro da economia brasileira e melhora pela primeira vez previsão para o crescimento do PIB neste ano. A expectativa agora é que a economia brasileira encolha 3,3% em 2016, frente à queda de 3,8% estimada em abril.

Para 2017, o FMI estima avanço de 0,5% no PIB contra uma projeção de crescimento nulo feita nos dois últimos levantamentos do órgão.

A economista Zeina Latif afirmou que a mudança tem relação com a confiança e a reação dos consumidores e empresários brasileiros: “empresas e consumidores passando por dificuldade financeira. Os números do FMI são bastante possíveis, mas importante colocar que, por trás deles, está indicando alguma capacidade do País de ter alguma recuperação”.

O economista Silvio Campos Neto destacou que o Brasil passa por uma fase de transição na forma de conduzir a área. Em entrevista a Denise Campos de Toledo, ele afirmou que há uma mudança de perspectiva, mas ainda com queda do PIB em 2016.

“Os estragos são muito grandes em vários aspectos, mas há sim perspectiva de que a partir do segundo semestre deste ano haja uma estabilização e uma retomada gradual a partir de 2017”, disse.

Considerando as projeções feitas para todos os anos, é a primeira vez desde julho de 2012 que o FMI melhora a estimativa feita para a economia brasileira. Na ocasião, o fundo elevou de 4,1% para 4,6% a estimativa de crescimento para o PIB de 2013.