Governo de SP quer acelerar troca de trens da CPTM para reduzir falhas

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2016 08h59
CPTM

Governo de São Paulo promete acelerar a troca de trens da CPTM para reduzir falhas no sistema. Até o momento, foram substituídas cinco composições de um total de 65 que estão sendo fabricadas em Hortolândia e Araraquara, no interior paulista.

A expectativa é que, a partir de novembro, as duas empresas vencedoras da licitação passem a entregar entre três e quatro trens novos todos os meses.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que as mudanças vão dar mais regularidade para o sistema ferroviário.

Dois novos trens já estão operando no Expresso Leste, na Linha-11 Coral, e um, na Linha-7 Rubi, da CPTM.

O secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, explicou que, a partir de novembro, o ritmo de trocas de trens deve aumentar. Ele acrescentou ainda que, após a modernização, a idade média dos trens da CPTM deverá ser de 10 anos.

O contrato de R$ 2 bilhões prevê que a troca das composições seja concluída em 2018.

Opinião Jovem Pan:

“Toda eleição é a mesma coisa”, diz Marco Antonio Villa, no Jornal da Manhã desta segunda-feira (26), que defende a pressão por parte da população para que o transporte na cidade seja digno.

Confira a reportagem completa e o comentário de Marco Antonio Villa: