Governo do Rio adia votação sobre venda da Cedae para negociar com deputados

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2017 06h46
ALERJ

A votação sobre a Cedae na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro foi adiada para a próxima quinta-feira (09). O governo do Estado conseguiu mais tempo para negociar com deputados e até mesmo com movimentos dos servidores em relação a alienação de ações da companhia de saneamento.

A Cedae foi dada como garantia de pré-acordo firmado com o Governo federal para que o Rio possa obter R$ 3,5 bilhões em empréstimos. O dinheiro seria utilizado para regularizar a folha de pagamento.

A votação sobre a alienação das ações estava programada para esta terça-feira (07). Hoje, serão discutidas apenas questões sobre o piso salarial estadual. O argumento utilizado dentro da Alerj é que antes da discussão sobre a Cedae é preciso se construir as presidências das comissões.

O governo do Estado conta com 36 a 38 votos de um total de 71 parlamentares. Paralelamente, o governo do Rio tenta convencer os servidores que a Cedae pode ser o único caminho para o pagamento em dia dos funcionários, que só receberam até agora parte do mês de dezembro.

Nesta segunda-feira (06), a alienação da Cedae ganhou novo capítulo. O vereador do PDT, Fernando William, deu entrada com ação popular com pedido d eliminar para que a discussão seja suspensa. Segundo ele, o projeto de lei é inconstitucional.

Mesmo com adiamento de votação sobre Cedae, funcionários da Companhia decretaram greve e devem retornar aos trabalhos na próxima semana:

*Informações do repórter Rodrigo Viga