Governo tem “medo do perigo” da Lava Jato, afirma Delcídio do Amaral

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2016 17h12
Delcídio do Amaral durante delação premiada

Ex-senador do PT e líder do governo, preso por tentar evitar a delação de um ex-diretor da Petrobras e, depois, delator-bomba da Lava Jato que deu início a um dos períodos mais turbulentos de Dilma Rousseff no Planalto, o ex-senador Delcídio do Amaral acredita que “não se pode brincar” com os membros do Congresso e do governo que estariam tentando enfraquecer a operação atualmente.

“Esse povo que está aí não é amador, esse governo atual é feito de gente muito experiente e gente que tem percepção das coisas e medo do perigo“, afirmou Delcídio em entrevista exclusiva à Jovem Pan.

“No Congresso sempre entra uns projetos enviesados”, disse o delator que entende, porém, que “a Lava Jato tomou conta das ruas e é irreversível”.

“Por mais que algumas personalidades congressistas se esforcem, a reação popular é muito forte, então acho que não há mais clima para alterar o rumo da Lava Jato”, falou Delcídio, questionado pelo jornalista Claudio Tognolli se haveria atualmente um “golpe legislativo na Lava Jato”.

Mas ressalvou em seguida: “agora, não pode brincar, porque esse povo que está aí não é amador, esse governo atual é feito de gente muito experiente e gente que tem percepção das coisas e medo do perigo. Então (o governo) não vai adotar uma postura infantil, ou uma postura sonhadora, ou idílica em relação à Lava Jato, você não tenha dúvida nenhuma disso”.

Confira a entrevista completa: