Governo Temer é desaprovado por 70,4% dos eleitores paulistas, aponta pesquisa

  • Por Jovem Pan
  • 31/03/2017 07h47
Brasília - DF, 27/11/2016. Presidente Michel Temer o Presidente do Senado Federal Renan Calheiros, o Presidente da Câmara dos Deputados, Deputado Rodrigo Maia, durante coletiva de imprensa no Palácio do Planalto. Foto: Beto Barata/PRMichel Temer - pR

Em parceria com a Jovem Pan, o Instituto Paraná Pesquisas realizou um levantamento sobre a administração federal do presidente Michel Temer. O Governo foi avaliado como Ruim/Péssimo por 55% dos entrevistados. Apenas 11,2% consideraram a administração atual como Ótima/Boa.

A atual administração do peemedebista é desaprovada por 70,4% e aprovada por 25,4%.

Comparação com Governo Dilma

Ao serem questionados se a gestão de Temer está indo melhor que a de Dilma Rousseff, 30,6% disseram que sim. 39,7% dos entrevistados consideraram que o governo do peemedebista está igual ao da presidente cassada. 27% consideraram pior.

Dados da pesquisa

O universo desta pesquisa abrange os eleitores do Estado de São Paulo. Para a realização desta pesquisa foi utilizada uma amostra de 2.035 eleitores, sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, nível de escolaridade, nível econômico e posição geográfica.

O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais com eleitores maiores de 16 anos em 88 municípios entre os dias 25 e 29 de março de 2017, sendo checadas simultaneamente à sua realização em 20,0% das entrevistas.

Para a seleção da amostra utilizou-se o método de amostragem estratificada proporcional. Conforme o mapeamento do Estado em 15 mesorregiões homogêneas segundo o IBGE, considerou-se esta divisão geográfica como primeira estratificação. Dentro de cada mesorregião, agruparam-se os municípios em grupos homogêneos, procedendo-se à estratificação proporcional final da amostra. A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/16 e é filiada à Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa – ABEP desde 2003.

Tal amostra representativa do Estado de São Paulo atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais.