Governo vai desapropriar casas na Zona Leste para obra contra enchentes

  • Por Jovem Pan
  • 12/01/2016 11h29
O Governador do Estado de São Paulo, participa da entrega do polder Aricanduva e Limão na Capital Paulista.Data: 28/11/2015. Local: São Paulo/SP. Foto: Diogo Moreira/A2imgPôlderes já construídos para controle de enchentes nas marginais do Tietê.

 O Governo do Estado afirmou que irá desapropriar casas para a construção de um pôlder na Vila Itaim, que poderá reduzir as enchentes na várzea do Rio Tietê. A estrutura faz parte de um acordo com a Prefeitura, que exigiu a obra como contrapartida após o alargamento da Marginal.

Uma forte chuva na Zona Leste atingiu três subprefeituras: São Miguel Paulista, Itaim Paulista e Guaianazes. No último sábado (09/01), choveu 148 milímetros na região, sendo que o esperado para todo o mês de janeiro é de 259 milímetros. Duas pessoas morreram com as enchentes e uma terceira permanece desaparecida depois de cair no córrego Aricanduva.

A vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, ressalta a Anderson Costa que o reservatório na Vila Itaim poderia amenizar a situação: “Teríamos outros problemas, mas o pôlder na Vila Itaim e um trabalho permanente de desassoreamento constante do próprio Tietê em diversos trechos, tudo isso ajudaria no escoamento das águas”.

A construção do pôlder já foi a solução adotada no Jardim Romano, que também sofria com as enchentes na várzea do Tietê. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirma a Daniel Lian que vai desapropriar os imóveis para iniciar as obras: “Nós fizemos um entendimento com a Prefeitura e vamos executar a obra. Precisamos da desapropriação e, para ganhar tempo, o próprio Estado vai desapropriar. Já identificamos 96 áreas, já elaboramos o Decreto de Utilidade Pública e vamos acelerar a execução da obra que é necessária”.

Em nota, o Departamento de Águas e Energia Elétrica afirmou que só iniciará a licitação para construir o pôlder após a desapropriação e obtenção do documento de posse dos terrenos. O DAEE informou ainda que faz regularmente o desassoreamento do Tietê para combater as enchentes na capital paulista.