Homens são presos enquanto mantinham refém em assalto na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2016 07h22
Polícia Militar

Polícia Militar detém dupla e liberta comerciante vítima de sequestro-relâmpago no centro de Osasco, na Grande São Paulo. A vítima havia sido dominada por volta de 21h desta quinta-feira (1º) quando seguia para casa em seu veículo, um Ford Ecosport branco.

Quando passava pela Rua Natanael Tito Salmon, uma via estreita e de pouco movimento, na esquina com a Avenida João Batista, três desconhecidos, um deles armado, pularam na frente do carro e anunciaram o assalto.

Os bandidos entraram no veículo, recolheram relógio, celular, e carteira, com documentos e cartões bancários do motorista, que foi levado para efetuar saques em caixas-eletrônicos.

Em uma agência, o trio sacou R$ 850, mas, não satisfeito, seguiu para outro banco na Avenida dos Remédios, na Vila dos Remédios, onde pretendia sacar mais dinheiro.

Enquanto isso, uma testemunha da abordagem acionou a Polícia Militar e forneceu as características do veículo, mas informou a placa errada. Durante o patrulhamento, uma equipe da PM localizou um Ford EcoSport, da mesma cor, estacionado próximo a uma agência bancária, com três ocupantes.

Desconfiados, os militares resolveram fazer a abordagem e descobriram que se tratava de um sequestro. Dois dos bandidos, que mantinham a vítima refém, desceram do carro e tentaram fugir, mas acabaram detidos.

O terceiro criminoso, que estava no banco, tentando sacar dinheiro, conseguiu escapar.

Apesar dos momento de tensão vividos nas mãos dos criminosos, o comerciante foi libertado sem ferimentos. Com Renan de Paula Mariano da Silva, de 21 anos, e seu comparsa, um menor, de 17 anos, os policiais encontraram um simulacro de pistola, e os pertences da vítima.

Os suspeitos, que até então não tinham antecedentes criminais, foram encaminhados ao 10º Distrito Policial de Osasco, onde Silva foi autuado em flagrante por roubo e corrupção de menor. Já o adolescente foi sindicado e seria conduzido à Fundação CASA.

*Informações do repórter Paulo Edson Fiore