Imagens de fotógrafo sírio resgatando crianças após ataque comove internautas

  • Por Jovem Pan
  • 19/04/2017 10h00
Imagens de fotógrafo sírio resgatando crianças feridas após ataque comove internautas

Em meio ao caos da guerra na Síria, a ação de um fotógrafo repercutiu pelo mundo todo. No fim de semana passado, uma bomba atingiu um comboio de ônibus que abandonava aldeias sírias levando civis para locais seguros.

O ataque deixou 126 pessoas mortas, incluindo mais de 68 crianças.

A tragédia poderia ter vitimado mais gente, não fosse a ação de pessoas como o jornalista independente, ativista e fotógrafo Abd Alkader Habak.

Profissionais que acompanhavam a retirada dos civis registraram o momento em que o colega tentou salvar os feridos logo após o ataque.

Ele deixou a câmera de lado para resgatar um menino que parecia estar morto.

As imagens são fortes e impressionantes. Ele contou, em entrevista ao Channel 4 News, que palavras não podem descrever o que aconteceu.

Ele diz que olhou para o rosto do menino e pode ver que ele respirava. Então conta que o pegou no colo e começou a correr em direção à ambulância. Habak relata que não sabe o que aconteceu com o garoto, mas que a ambulância o levou para hospitais dentro da área controlada pelos rebeldes.

Habak não sabe se a criança sobreviveu, mas ainda voltou para a área da explosão e tentou resgatar mais pessoas.

Outra cena imortalizada foi a de Habak ajoelhado no chão, desorientado, ao lado de uma criança que não conseguiu salvar.

De acordo com o fotógrafo, o que ele e os outros profissionais fizeram é o que inspira a humanidade contra àqueles que matam crianças.

Os ônibus que transportavam moradores das cidades de Fua e Kafraya, no noroeste da Síria, ficaram completamente destruídos.

A guerra na Síria dura cerca de seis anos.

Confira a reportagem completa de Marcella Lourenzetto: