Irmãos morrem em acidente provocado por criminosos em fuga na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2016 06h09
Polícia Militar

Irmãos morrem ao ter veículo atingido por carro de criminosos em fuga em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo. A perseguição policial que culminou com o trágico acidente ocorreu no final da noite desta segunda-feira (05) e começou na região do Ipiranga, Zona Sul da Capital.

Em patrulhamento pela Avenida do Estado, nas proximidades da Avenida Presidente Wilson, PMs das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas, a ROCAM, do 11º Batalhão, avistaram um Vectra preto e suspeitaram da reação dos dois ocupantes com a chegada da equipe.

Os policiais deram ordem de parar, mas o motorista acelerou, ignorando a determinação e dando início a uma fuga. Com os PMs no encalço, o suspeito seguiu em direção a São Caetano do Sul.

No trajeto, o Vectra chegou a colidir contra um ônibus, mas, ainda assim, o condutor não parou. A correria terminou no encontro entre a Estrada das Lágrimas e as Ruas Vitória e Ângelo Aparecido Radim, já no município do ABC, onde o GM bateu violentamente contra um Voyage cinza.

Com o impacto, o Volkswagem capotou, e seus ocupantes – um casal de irmãos – ficaram presos nas ferragens. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas, quando as equipes chegaram, a mulher, identificada como Melissa Parejo Cabral, de 39 anos, já estava morta.

O irmão dela, Rafael Parejo Martin, de 40 anos, chegou a ser retirado com vida e levado para o Hospital Albert Sabin, em São Caetano do Sul, mas também não resistiu e morreu.

Os criminosos – Victor Barroso Ferraro, de 19 anos, e um adolescente, de 14 – escaparam ilesos do acidente e foram detidos, sendo encaminhados ao Distrito Policial Central de São Caetano do Sul.

Segundo a Polícia Militar, o Vectra havia sido roubado ontem mesmo, em Diadema, pelo menor. O garoto usou uma arma no assalto, mas ela não foi encontrada com eles e acredita-se que a tenham dispensado durante a perseguição.

O maior de idade, que já tinha passagem por tráfico de drogas, foi autuado em flagrante, e o adolescente seguirá para a Fundação CASA.

*Informações do repórter Paulo Edson Fiore