96% dos beneficiados pela “saidinha” de fim de ano retornaram aos presídios de SP

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2018 07h17 - Atualizado em 10/01/2018 07h18
EFE/Antonio LacerdaIsso significa que dos 33.324 detentos favorecidos pela medida, 31.991 regressaram para terminar de cumprir a pena

O percentual de presos beneficiados com a saída temporária de fim de ano que retornaram às cadeias de São Paulo é o maior nos últimos 10 anos.

De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária, 96% dos condenados voltaram aos presídios. Isso significa que dos 33.324 detentos favorecidos pela medida, 31.991 regressaram para terminar de cumprir a pena.

Apesar do bom número, outros 1.333 abandonaram os presídios e agora são considerados foragidos da Justiça.

Pela primeira vez desde 2010, os beneficiados com a saidinha não foram monitorados com tornozeleira eletrônica. O acompanhamento foi feito com listas que continham os nomes dos presos e os endereços onde eles ficariam em liberdade.

Em nota oficial, a pasta explicou que a saída temporária é um benefício previsto na Lei de Execuções Penais e depende de autorização judicial.

Os condenados que cumprem pena em regime semiaberto e têm bom comportamento podem usufruir dessa medida até cinco vezes ao ano.

*Informações do repórter Vinicius Custódio