Acesso ao seguro-desemprego deve ser normalizado na próxima semana

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2020 06h51
Tony Winston/Agência BrasíliaSegundo o governo federal, a liberação será automática para aqueles cuja negativa se deu apenas por conta da movimentação da conta do FGTS

O governo federal diz que vai resolver o problema que tem impedido a liberação do seguro-desemprego de trabalhadores em todo o país até a próxima quarta-feira (22). Desde a segunda quinzena de dezembro, o saque imediato das contas do FGTS tem atrasado o pagamento do benefício.

A falha afetou todos os demitidos sem justa causa.

A questão é que, quando o trabalhador pede o seguro-desemprego, o sistema deveria informar que o registro mais recente em no extrato foi o da demissão sem justa causa — que dá o direito ao benefício temporário.

Com o saque do FGTS, em muitos casos, a informação que aparecia era a de retirada — o que o sistema entendia como pendência, barrando a liberação. A Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia ainda não sabe quantos trabalhadores tiveram o pedido negado por esse motivo.

O fato é que negativa resultava na necessidade de apresentação de um recurso administrativo. Quem não recorreu, no entanto, não precisa se preocupar. Segundo o governo federal, a liberação será automática para aqueles cuja negativa se deu apenas por conta da movimentação da conta do FGTS.

A expectativa é que todos os trabalhadores que tiveram o acesso ao benefício dificultado tenham os pedidos reprocessados e liberados até a próxima quarta. Ainda segundo o governo, os novos pedidos que forem realizados a partir de segunda-feira (20) passarão a ser liberados automaticamente.

É possível consultar o andamento da solicitação do seguro-desemprego no site ou no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital.

*Com informações do repórter Antônio Maldonado