Acordo para Brexit está em fase final, mas May terá dificuldades para aprová-lo no parlamento

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 13/11/2018 09h33
EFEA primeira-ministra Theresa May declarou nas últimas horas que o acordo para a separação da União Europeia está na sua fase final

Os britânicos vivem a expectativa nesta terça-feira (13) por um anúncio que traga alguma claridade sobre o futuro do país já a partir do ano que vem. A primeira-ministra Theresa May declarou nas últimas horas que o acordo para a separação da União Europeia está na sua fase final.

Meses e meses foram consumidos em impasses intermináveis sobre os mais diversos assuntos; o último deles tem sido a fronteira das Irlandas. A própria primeira-ministra reconheceu que os últimos lances da negociação têm sido extremamente duros.

Burocratas e políticos dos dois lados tem varado a madrugada para tentar tornar público um entendimento até amanhã.

Depois disso, a União Europeia pretende fazer uma reunião de cúpula ainda neste mês para aprovar o acordo antes da separação, em março. Entre os motivos mais recentes que dificultam as negociações está o fato de que os europeus exigem compromisso formal dos britânicos sobre questões sociais e ambientais.

O bloco quer que os mesmos padrões atuais – que são bastante elevados em temas como proteção do meio ambiente – sejam mantidos após o divórcio.

Aliás, essa é uma carta que a União Europeia joga com seus parceiros e certamente será utilizada contra o Brasil, se extravagâncias no setor forem implementadas pelo novo governo.

Mas voltando ao Brexit, anunciar o acordo com a União Europeia é só metade do problema para o governo britânico. A outra metade é fazer com que ele seja aprovado no parlamento em Londres, onde a primeira-ministra goza de baixíssima popularidade.

Há uma grande comoção também em torno de uma nova consulta popular sobre o acordo para a separação.

O que no final das contas significa que com ou sem acordo, a Grã Bretanha ainda vai enfrentar um longo período de incertezas pela frente.