Agentes surpreendem quadrilha durante assalto a mansão no Morumbi e matam dez

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2017 06h11 - Atualizado em 04/09/2017 10h03
De acordo com as investigações da Polícia Civil, além dos assaltos a mansões na região do Morumbi, a quadrilha seria responsável também por ataques a agências bancárias em Indaiatuba e São Roque

Polícia Civil frustra assalto a mansão e mata dez bandidos na região do Morumbi, na Zona Oeste de São Paulo. Segundo os agentes do GARRA, braço do Deic, os criminosos fazem parte de uma quadrilha especializada que já teria invadido pelo menos 20 imóveis de luxo na área. Eles estavam sendo monitorados pelas equipes da Segunda Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio.

No início da noite deste domingo (03), os investigadores identificaram mais uma ação do bando, em uma mansão, localizada no Jardim Guedala.

Armados de fuzis e trajando coletes balísticos, alguns dos suspeitos invadiram o imóvel e dominaram quatro moradores, sendo três adultos e uma criança. Quando tentavam arrombar o cofre usando uma marreta, eles foram alertados pelos comparsas de que havia uma movimentação estranha nas proximidades.

Os bandidos desistiram da ação e tentaram fugir nos veículos em que chegaram, um Santa Fé, prata, blindado, e uma caminhonete Fiat Toro, vinho, mas foram cercados por viaturas do Deic e do GARRA, Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos.

Houve intensa troca de tiros, e o condutor do Hyundai acabou colidindo contra um poste na esquina da Rua Pirapó com a Rua Puréus. Os cinco ocupantes do veículo foram baleados e mortos pelos agentes do GARRA.

O assaltante que estava ao volante do Fiat bateu contra uma viatura descaracterizada da Polícia Civil. Houve novo confronto, e os três ocupantes da caminhonete também foram atingidos e morreram no local. Mais dois membros da quadrilha decidiram fugir a pé, mas, baleados, também não resistiram.

Entre os mortos estava o líder do bando, identificado como “Sassa”. Uma das viaturas do Deic ficou destruída pela quantidade de disparos efetuados pelos assaltantes, mas nenhum agente ficou ferido na ação. Não houve sobreviventes entre os suspeitos; além dos veículos, foram apreendidos coletes balísticos e quatro fuzis.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, além dos assaltos a mansões na região do Morumbi, a quadrilha seria responsável também por ataques a agências bancárias em Indaiatuba e São Roque, no interior do Estado.

O caso foi registrado na Segunda Delegacia do Patrimônio, no Deic, e vai ser investigado pelo DHPP, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore