AGU recorre para garantir funcionamento das lotéricas

  • Por Jovem Pan
  • 31/03/2020 06h19
A suspensão do funcionamento das lotéricas aconteceu como medida de enfrentamento ao coronavírus

A Advocacia Geral da União, recorreu na segunda-feira (30) da decisão a que suspendeu os dois decretos que incluíam igrejas e lotéricas como atividades essenciais agora durante o surto de coronavírus.

O advogado geral da união, André Luiz Mendonça, explicou que as igrejas por exemplo, podem abrir, mas a recomendação é que não se façam missas ou cultos, por orientação do ministério da saúde.

Com relação às lotéricas, segundo o ministro, elas são importantes, principalmente para a população mais pobre.

“As lotéricas são imprescindíveis, principalmente para as pessoas de baixa renda, porque é ali que ela paga sua conta de água, de luz, recebe seu Bolsa Família. Sem essas lotéricas ela não vai poder ter água, luz e comida dentro de casa.”

A suspensão do funcionamento das lotéricas aconteceu como medida para evitar aglomerações e diminuir o risco de transmissão do novo coronavírus.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin