Alckmin diz que povo está cansado de brigalhada política e fala em resolver problemas

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2018 10h25 - Atualizado em 03/03/2018 10h58
SecomAlckmin falou também sobre as obras hídricas que serão inauguradas no estado de São Paulo. Neste sábado, ele participa da interligação Jaguari-Atibainha, que vai conectar o sistema Cantareira com a bacia Paraíba do Sul

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse, em entrevista exclusiva à Jovem Pan, achar que “o povo está cansado dessa brigalhada” envolvendo políticos como Lula e Bolsonaro. O tucano evitou falar sobre o ex-presidente e o deputado federal e preferiu destacar as necessidades do País.

“Eu aprendi que o futuro a Deus pertence. Nós vamos trabalhar. Eu acho que o povo está cansado dessa brigalhada política e o Brasil ficando pra trás. Na realidade, o que nós precisamos é resolver problemas, destravar governo, desburocratizar, desonerar o trabalhador, estimular a atividade empreendedora, gerar emprego, gerar renda e enfrentar os grandes desafios que é segurança pública, que no Brasil hoje é uma questão gravíssima, saúde, que é uma mudança demográfica, a população mais idosa precisa ter mais acesso à saúde, serviços melhores e também educação pro emprego que muda, em razão da nova tecnologia”, avaliou o governador.

Alckmin falou também sobre as obras hídricas que serão inauguradas no estado de São Paulo. Neste sábado, ele participa da interligação Jaguari-Atibainha, que vai conectar o sistema Cantareira com a bacia Paraíba do Sul. De acordo com o governador, a obra é eesencial e traz uma segurança hídrica, já que se trata de 162 bilhões de litros de água por ano.

“O que nós estamos fazendo é integrando duas bacias hidrográficas: a bacia do Rio Paraíba do Sul através da represa do Jaguari, que é uma represa gigante e tem mais de 1 bilhão de m³ de capacidade, com a represa do Atibainha, que é do Cantareira. O sistema Cantareira inteiro tem 5,1 bilhão de m³ e Jaguari tem 1. Nós vamos dobrar a capacidade de reserva. E é mão dupla, quando precisar, a bacia do Paraíba socorre o Cantareira, e quando precisar, a bacia do Cantareira reserva água e socorre do outro lado. Então é uma obra histórica”, afirmou.

Segundo Alckmin, são quase 20 km de túneis nesta obra, que começa a operar ainda neste sábado. Neste mês de março, está prevista a inauguração da PPP de São Lourenço. De São Lourenço da Serra para São Paulo, são quase 70 km de adução. “Estamos falando de mais 6 m³/s. Cada metro cúbico por segundo abastece 300 mil pessoas, então estamos falando de mais água para 1,8 milhão de pessoas, uma segunda segurança hídrica, você ter o novo sistema pra São Paulo”, informou o governador.