‘Alckmin sofreu consequências de uma campanha mal orientada’, diz João Doria

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2018 10h12
Renato S. Cerqueira/Estadão ConteúdoO candidato ao Palácio dos Bandeirantes quis deixar claro, entretanto, que a culpa não foi de Alckmin, por quem tem “estima e admiração”

Ao contrário de eleições anteriores, o PSDB teve um de seus piores resultados no âmbito nacional com o quarto lugar de Geraldo Alckmin neste domingo (07). Com apenas 4,76% dos votos válidos, o tucano viu a disputa ficar polarizada desta vez com Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Por outro lado, a disputa pelo governo paulista levou João Doria ao segundo turno contra Márcio França (PSB). O ex-prefeito da capital, em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, não poupou o partido em suas críticas pelo mau desempenho.

Na campanha, infelizmente, o PSDB não soube definir com melhor clareza seu campo. Atacou a direita, a esquerda, e teve resultado decepcionante e injusto para a biografia e trajetória de Geraldo Alckmin, um homem de bem, honesto, mas que sofreu consequências de uma campanha mal orientada”, disse o tucano.

O candidato ao Palácio dos Bandeirantes quis deixar claro, entretanto, que a culpa não foi de Alckmin, por quem tem “estima e admiração” e defendeu que o PSDB faça uma avaliação profunda dos equívocos de sua campanha. “Não do candidato, continuo respeitoso a ele, mas a campanha comete muitos equívocos e resultado é esse”, disse ao citar casos de deputados, senadores e governadores que não conseguiram avançar.

Temos que ter humildade de conhecer nossos erros. Eleitor não errou, ele manifestou claramente sua posição. Muita humildade para reconhecer equívocos e corrigi-los rapidamente”, defendeu.

Doria aproveitou ainda para reafirmar seu apoio “total e irrestrito” a Bolsonaro para lutar contra o PT. “Aqui em São Paulo não esperei reunião da Executiva Nacional. Ontem disse meu apoio pessoal, não do PSDB, manifestei clara e objetivamente apoio a Bolsonaro. Não fico em cima do muro. Essa nossa posição é clara contra o PT, contra o vermelho Márcio França e a favor do Brasil”.

Confira a entrevista completa com João Doria, candidato ao governo de SP pelo PSDB: