Alemanha quer lei mais dura para discurso de ódio na internet

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2020 06h59 - Atualizado em 20/02/2020 08h34
ReproduçãoA ministra da justiça alemã, Christine Lambrecht, declarou que "quem fizer ameaças ou espalhar ódio na internet será processado de forma mais dura e efetiva"

O governo alemão apresentou nesta quarta-feira (19) um projeto de lei que endurece as regras contra o discurso de ódio em redes sociais. O pacote de medidas exige que plataformas digitais denunciem crimes como propaganda neonazista, violência, estupro, entre outros à polícia.

As empresas também serão obrigadas a fazer a remoção das postagens das plataformas o mais rapidamente possível. Manifestações ofensivas e de tom xenófobo ou preconceituoso no país afetam frequentemente judeus, muçulmanos, refugiados e mulheres.

A ministra da justiça alemã, Christine Lambrecht, declarou que “quem fizer ameaças ou espalhar ódio na internet será processado de forma mais dura e efetiva”. Ainda de acordo com a ministra, a nova legislação impede que suspeitos de terrorismo unam forças e se armem para atacar a população.

Antes de se tornar lei, a proposta precisa da aprovação do Parlamento.

*Com informações da repórter Livia Fernanda