Aloysio Nunes declara que próximo Governo deve dar continuidade ao Mercosul

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2018 06h33 - Atualizado em 18/12/2018 08h08
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilA declaração foi dada no primeiro dia da 53ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, que acontece em Montevidéu, no Uruguai

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, afirmou nesta segunda-feira (17) considerar que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, quer a continuidade do Mercosul.

A declaração foi dada no primeiro dia da 53ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, que acontece em Montevidéu, no Uruguai.

Para o chanceler brasileiro, o bloco econômico não é uma obra pronta e acabada e precisa passar por aperfeiçoamentos, inclusive, na forma como se relaciona com outras economias.

Aloysio Nunes disse que não fala pelo próximo governo, mas que considera o Mercosul estratégico para o Brasil.

Também falando sobre relações internacionais, o presidente Michel Temer defendeu, em um evento na capital federal, o multilateralismo e abertura da economia para a iniciativa privada.

No discurso, Temer defendeu que atualmente é impossível qualquer isolacionismo de natureza política ou econômica.

*Informações do repórter Afonso Marangoni