Alta do desemprego faz trabalhador migrar para o empreendedorismo na indústria

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2018 06h26
Arquivo/ABrO presidente do Simpi, Joseph Cury, ressaltou o crescimento de 10% em 4 anos, da procura do próprio negócio após a demissão

Desemprego leva 45% dos pequenos empresários para a indústria.Uma pesquisa do Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo, aponta que o setor continua estagnado.

O presidente do Simpi, Joseph Cury, ressaltou o crescimento de 10% em quatro anos, da procura do próprio negócio após a demissão: “35% dos empresários em 2014 não estavam empregados. Em 2018, esse índice subiu para 45%. 10% a mais de pessoas que abriram seu negócio porque estavam desempregados”.

O setor cobrou prioridade ao mercado interno. “Falta crédito a custos acessíveis, falta política de valorização do mercado interno. O que todos os outros países fazem? Eles valorizam seu mercado, sua produção e depois se preocupam com outros sinais”, disse Cury.

O presidente do SIMPI cobrou o Refis para os micro e pequenos empresários, já que para os demais setores o Congresso já aprovou e estão valendo no Brasil.

*Informações do repórter Marcelo Mattos