Alta do dólar impacta setor de turismo e operadoras buscam alternativas

  • Por Jovem Pan
  • 03/09/2018 06h36 - Atualizado em 03/09/2018 07h43
Arquivo/Agência BrasilCompanhias aéreas, redes hoteleiras, receptivo e até cruzeiros marítimos são afetados. O jeito é buscar alternativas para minimizar estes efeitos

A alta expressiva do dólar está dando muitos sustos diante da instabilidade política no Brasil, das pressões externas e solavancos no comércio mundial.

Para quem vai viajar para o exterior este cenário está gerando calafrios. Isto porque, o setor de turismo é impactado diretamente com a volatilidade.

Companhias aéreas, redes hoteleiras, receptivo e até cruzeiros marítimos são afetados. O jeito é buscar alternativas para minimizar estes efeitos.

A professora de Turismo da Universidade de São Paulo, Mariana Aldrigui, apontou que diversas operadoras estão baixando os preços na moeda americana para compensar a desvalorização do real e tentar manter vendas e o mercado equilibrado. Está valendo até congelar o câmbio.

Ela disse que esta alta não estava nos planos de ninguém e pegou todo mundo de surpresa. Aqueles que deixam para pagar as despesas das viagens nos locais de destino acabam pagando mais, além disto há a incidência do IOF que é o imposto sobre operações financeiras.

*Informações do repórter Daniel Lian