Ao lado de Doria, Maia defende candidato próprio do DEM e diz que eleição ainda está “aberta”

  • Por Jovem Pan
  • 07/02/2018 09h56
Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo"Acho que o DEM, a nível nacional, precisa construir seu projeto. Sempre defendi isso e continuo defendendo hoje”, disse

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), ignorou Geraldo Alckmin e Jair Bolsonaro e admitiu que apenas Lula é um pré-candidato definido à Presidência.

Ao lado de João Doria, o presidente da Câmara pareceu mais próximo do apoio ao prefeito no governo de São Paulo do que Alckmin para presidente.

“Estou olhando pesquisa e, por ela, há em todos os campos uma eleição aberta. Não vejo ninguém hoje que possa dizer que determinado pré-candidato é favorito ao segundo turno. Tirando Lula. Não é que governador Geraldo não possa construí-lo, mas aí é projeto que ele vai ter de construir. Acho que o DEM, a nível nacional, precisa construir seu projeto. Sempre defendi isso e continuo defendendo hoje”, disse.

Maia se reuniu em São Paulo, primeiro com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e depois na Prefeitura com João Doria.

Confira as informações do repórter Marcelo Mattos: