Ao menos 10 pessoas morreram no RJ por conta de temporal que atingiu a capital

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2019 06h04
Wilton Junior/Estadão ConteúdoEm Botafogo, na saída de um shopping, uma avó, a neta e o motorista de um táxi foram soterrados em um deslizamento

Ao menos 10 pessoas morreram por conta do temporal que atingiu a cidade do Rio de Janeiro na noite da última segunda-feira (08) e ainda causa transtornos na capital. Sete das 10 vítimas morreram na zona sul e outras três na zona oeste.

Duas pessoas morreram afogadas e uma eletrocutada na zona oeste; já na zona sul, um homem foi arrastado com sua motocicleta pela água da chuva. Houve dois deslizamentos de terra na zona sul que vitimaram seis pessoas.

No Morro da Babilônia, duas irmãs e um homem morreram soterrados e em Botafogo, na saída de um shopping, uma avó, a neta e o motorista de um táxi foram soterrados em um deslizamento. Avó e neta tinham acabado de deixar o shopping e seguiam para casa.

Estas 10 pessoas se juntam a outras sete que morreram em outro temporal que ocorreu em fevereiro. Já são 17 vítimas de tragédias em dois episódios. Ainda há muitas ruas e bairros alagados. A situação ainda é de crise na cidade.

A chuva só deve amenizar ao longo desta quarta-feira (10). Durante o temporal de segunda para terça-feira, as sirenes soaram em apenas um terço das comunidades que têm os alertas para situação de risco.

O prefeito Marcelo Crivella foi alvo de muitas críticas por falta de obras de prevenção contra transtornos causados pela chuva. Ele reagiu e disse que quem o critica tira proveito da tragédia e criticou o Governo Federal pela falta de envio de recursos a municípios para investir em infraestrutura.

*Informações do repórter Rodrigo Viga