Apoiadores defendem “príncipe” como vice de Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2018 12h52
Reprodução/FacebookPríncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança é cotado como possível vice de Bolsonaro

Jair Bolsonaro disse ser mais próximo de astronauta, mas que hoje escolheria “príncipe” como vice na disputa à Presidência da República.

Bolsonaro afirmou que já conversou com Marcos Pontes, o primeiro brasileiro a ir à lua, e que ele “agrega à comunidade científica e a garotada no Brasil”, ao jornal O Globo.

O candidato ao Planalto ponderou, no entanto, que seus amigos são mais simpáticos a Luiz Philippe de Orleans e Bragança, membro da antiga família real brasileira.

Ambos, Pontes e Philippe, são filiados ao PSL e formariam uma “chapa pura” com Bolsonaro.

Pesquisas da página favorável ao deputado, “Bolsonaro Opressor 2.0”, apontam que seus apoiadores preferem o “príncipe” tanto em relação a Marcos Pontes quanto em relação a Janaína Paschoal, a advogada que assinou o impeachment de Dilma Rousseff (PT), e ao presidente do PSL, Luciano Bivar.

Quem você prefere para ser o vice presidente do Bolsonaro?

Publicado por Bolsonaro Opressor 2.0 em Segunda, 23 de julho de 2018

Quem seria o vice ideal para governar junto com o Jair Boldonaro?

Publicado por Bolsonaro Opressor 2.0² em Quarta-feira, 25 de julho de 2018

Janaína perdeu força entre os apoiadores de Bolsonaro depois de discurso em que defendeu a moderação na convenção que lançou o deputado como candidato à Presidência.

O jornal Correio Braziliense divulgou suposta nota do “príncipe” em que ele se colocaria à disposição para a vaga.

A reportagem tentou entrar em contato com Luiz Philippe e deixou recados para que ele pudesse confirmar a veracidade da nota, que não aparece nas redes oficiais do membro da família real.

Na postagem mais recente, Philippe agradece o aumento de seguidores no Twitter, se diz cansado da “política tradicional” e afirma: “vamos mudar o Brasil”.

Crítico ao socialismo nas redes sociais, o “príncipe” é defensor de uma nova Constituição para o Brasil.

Em outra postagem, desta quinta (26), ele criticou o “Centrão”, que disse ser “ruim para o Brasil”. O “príncipe” se diz um ativista político.

Luiz Philippe não pertence à linha sucessão principal do antigo trono brasileiro.

Acompanhe a cobertura completa das eleições 2018!