Apoio da Itália aos ‘coletes amarelos’ gera desconforto ao governo da França

  • Por Jovem Pan
  • 09/01/2019 06h32
EFEOs “coletes amarelos” se autodenominam apartidários e protestam contra o aumento nos preços dos combustíveis e as reformas fiscais

Governo da França pede que a Itália não se intrometa em assuntos internos. O posicionamento foi divulgado depois que vice-presidentes italianos expressaram apoio aos “coletes amarelos”.

De acordo com a ministra francesa de Assuntos Europeus, Nathalie Loiseau, “cada governo tem como prioridade ocupar-se do bem-estar e do futuro dos próprios compatriotas”.

Na segunda-feira (07), os dois vice-presidentes italianos, Luigi Di Maio e Matteo Salvini, expressaram apoio aos protestos. O líder do Movimento Cinco Estrelas, aliás, chegou pedir para os manifestantes “não se renderem”.

Os “coletes amarelos” se autodenominam apartidários e protestam contra o aumento nos preços dos combustíveis e as reformas fiscais. Eles também pedem a renúncia do presidente Emmanuel Macron, atraindo apoio da esquerda populista e da extrema direita da França.

*Informações do repórter Matheus Meirelles