Após críticas na mudança do distrato, construtoras defendem respeito aos contratos

  • Por Jovem Pan
  • 23/11/2018 08h04 - Atualizado em 23/11/2018 10h22
Antônio Cruz/Agência BrasilO presidente do Secovi-SP, Flavio Amary, avaliou que o novo modelo protege os consumidores

Após as fortes críticas das entidades de direito dos consumidores na mudança nos distratos, pelo Senado, o mercado imobiliário ressaltou o respeito aos contratos.

As empresas poderão ficar com até metade do valor pago pelos compradores, na rescisão, diante dos 10% a 20% aplicados nas ações judiciais.

O presidente do Secovi-SP, Flavio Amary, avaliou que o novo modelo protege os consumidores, na certeza da finalização dos empreendimentos. O texto votado no Senado depende da aprovação da Câmara para virar lei.

*Informações do repórter Marcelo Mattos