Após defender recolhimento compulsório, Witzel diz que moradores de rua podem ser levados para hotéis 

  • Por Jovem Pan
  • 01/08/2019 08h40
Fernanda Dias/Estadão ConteúdoWitzel afirmou que alguma coisa precisava ser feito em nome da segurança e integridade da sociedade carioca e fluminense

Um dia após defender o recolhimento compulsório de moradores de rua que estejam sob efeitos de droga, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse nesta quarta-feira (31) que já está conversando com donos de hotel para abrigar essas pessoas.

Witzel afirmou que alguma coisa precisava ser feito em nome da segurança e integridade da sociedade carioca e fluminense, mesmo que o Estado esteja quebrado e em calamidade financeira.

A situação do Estado se agravou bastante no biênio 2015/2016. A crise provocada pelos roubos do ex-governador Sérgio Cabral também abalou a cidade.

O estopim para essa discussão foi a morte de duas pessoas que foram atacadas com uma faca por um morador de rua na Lagoa Rodrigo de Freitas, no último domingo (28).

*Com informações do repórter Rodrigo Viga