Após mais de um ano, Lula volta a conceder entrevistas a jornais nesta sexta (26)

As entrevistas estão marcadas para acontecer às 10 horas

  • Por Jovem Pan
  • 26/04/2019 07h14 - Atualizado em 26/04/2019 10h20
EFE/MARCELO CHELLOLula será ouvido da cadeia, em Curitiba, pelos jornais Folha de S. Paulo e El País após autorização do presidente do Supremo Tribunal Federal

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve conceder nesta sexta-feira (26) as primeiras entrevistas desde que foi preso, no dia 7 de abril do ano passado.

Lula será ouvido da cadeia, em Curitiba, pelos jornais Folha de S. Paulo e El País após autorização do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli. Os pedidos dos dois veículos haviam sido feitos em setembro do ano passado, às vésperas da eleição presidencial, e, à época, foram negados pelo ministro Luiz Fux.

Na manhã desta quinta-feira (25), um despacho do superintendente da Polícia Federal no Paraná, delegado Luciano Flores Lima, chegou a autorizar a entrada de jornalistas de outros veículos. Eles poderiam acompanhar as declarações de Lula desde que não fizessem perguntas.

Em seguida, a defesa do petista recorreu, dizendo que as entrevistas foram autorizadas desde que com o consentimento de Lula e que a decisão feria a “ética jornalística”.

No fim da tarde, o ministro Ricardo Lewandowski, do STF, derrubou a autorização da PF e manteve a entrevista apenas para os dos jornais. Em nota, a Polícia Federal afirmou que será cumprida a decisão judicial de permitir o acesso somente aos jornalistas autores da ação.

As entrevistas estão marcadas para acontecer às 10 horas.

*Informações do repórter Afonso Marangoni