Após nove semanas de protestos, Hong Kong faz greve geral nesta segunda

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2019 06h55
EFEMais de 200 pessoas já foram detidas desde o início das manifestações

Depois de registrar o nono fim de semana consecutivo com protestos pró-democracia, a cidade de Hong Kong realiza, nesta segunda-feira (5), uma greve geral. Até o momento, há registro de transporte público parado, cancelamento de voos, bloqueios de manifestantes e instabilidade no mercado financeiro.

Neste domingo (4), milhares de pessoas participaram de dois grandes protestos: em um deles, a polícia dispersou a multidão com gás lacrimogênio. No sábado (3) também foram registrados atos, e houve confronto entre policiais e manifestantes em um bairro turístico. De acordo com as forças de segurança, mais de 200 pessoas já foram detidas desde o dia 9 de junho.

A crise política explodiu há dois meses no local, com a apresentação de um projeto de lei, atualmente suspenso, que permitiria a extradição de pessoas para a China. O movimento, no entanto, se tornou uma campanha contra a redução de liberdades e para exigir reformas democráticas. Em meio aos protestos, o governo afirmou que não vai ficar com os braços cruzados nem permitir que a situação continue.

*Com informações do repórter Victor Martins