Após novo ataque em fórum de SP, juízes cobram reforço na segurança

  • Por Jovem Pan
  • 11/12/2019 08h13
Guilherme Rodrigues/Estadão ConteúdoNa segunda-feira (9) uma mulher tentou esfaquear uma juíza no início de uma audiência no Fórum da Barra Funda

Após uma juíza ser agredida, nesta segunda-feira (9), no Fórum da Barra Funda, em São Paulo, a Associação Paulista de Magistrados (Apamagis) enviou, nesta terça-feira (10) um ofício ao presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), desembargador Manoel Pereira Calças, para pedir reforço policial.

No início da semana, uma mulher tentou esfaquear a magistrada no momento em que ela entrava em uma audiência. A criminosa perguntou “você é a juíza?” e sacou uma faca, enquanto gritava “você me condenou”. A juíza não foi ferida na ação mas, de acordo com a Apamagis, os magistrados sofrem com altos níveis de insegurança.

A nota da associação afirmou que, além da vigilância patrimonial armada, é necessário o efetivo da Polícia Militar (PM).

O presidente da Apamagis, Fernando Figueiredo Bartoletti, ressaltou, também, a importância do treinamento de revista pessoal, já que os sistemas de segurança atuais não são suficientes para obstar atos de criminalidade e, muito menos, podem ser considerados fatores de substituição ou diminuição do efetivo de pessoal das empresas de segurança responsáveis pela revista pessoal”.

No fórum da Barra Funda, a faca de cozinha utilizada é de material plástico que, sem revista, passou pelo detector de metal.

Relembre

Em outubro, outro caso grave de agressão foi registrado em São Paulo. Na data, o procurador da Fazenda, Matheus Carneiro Assunção, foi preso após esfaquear a juíza Louise Filgueiras, na sede Tribunal Regional Federal da Terceira Região (TRF3), na Avenida Paulista. Ela teve cortes no pescoço, mas foi logo socorrida e se recuperou.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos