Após onda de frio, temperatura sobe e São Paulo registra 18% de umidade relativa do ar

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2018 07h36
Paulo Pinto/Fotos PúblicasDe acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a umidade relativa do ar chegou a 18% na tarde desta segunda-feira (16)

Após a onda de frio que atingiu a cidade de São Paulo e outras regiões do país na semana passada, a temperatura voltou a subir na capital paulista e o que preocupa agora é o tempo seco.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a umidade relativa do ar chegou a 18% na tarde desta segunda-feira (16). Abaixo dos 20% já é considerado estado de alerta pela Organização Mundial da Saúde.

O meteorologista do Centro de Gerenciamento de Emergências, Adilson Nazário, explicou o motivo do tempo estar tão seco, principalmente nas regiões Centro-Sul e Sudeste.

O meteorologista do CGE afirmou não ser possível dizer que toda a cidade ficou em estado de alerta, porque o índice de umidade relativa do ar varia entre as regiões da cidade.

De acordo com a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, 10 das 17 estações de monitoramento espalhadas pela capital paulista, apontaram para qualidade de ar moderada. Cinco foram ruins e apenas duas indicaram boa qualidade.

O tempo seco reforça os cuidados com a saúde. O sorveteiro João Paulo Gonçalves, que caminhava pela Avenida Paulista, disse sentir um incômodo na garganta.
O entregador Natan Oliveira Pereira, que trabalha de bicicleta, disse que também está sentindo os efeitos do tempo seco.

A baixa umidade do ar atrapalha também quem quer manter a rotina de exercícios ao ar livre. O professor de educação física, Lucas Cusato, que costuma correr 1 hora por dia, disse que o tempo seco afeta o desempenho na corrida. Em dias muito seco, ele reforça os cuidados com a hidratação.

Além de aumentar o consumo de água é recomendado que as pessoas evitem atividades físicas em grandes avenidas, é também ir a parques entre as 10 e 5 horas da tarde, quando a umidade do ar estiver muito baixa.

Deixar um recipiente com água ou uma toalha molhada no quarto antes de dormir também auxilia no desconforto das narinas ressecadas.