Após reclamação de diminuição de vagas, MEC prorroga inscrição no Prouni até esta sexta-feira

Candidatos reclamam de dificuldade de acesso a informações importantes no sistema do programa na internet

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2022 09h19 - Atualizado em 04/08/2022 11h37
ADRIANA TOFFETTI/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 09/01/2021 Prouni Prouni é um programa do governo federal que oferece bolsas de estudos integrais e parciais em instituições de ensino de nível superior

Na última quarta-feira, 3, diversos candidatos ao Programa Universidade Para Todos (Prouni) relataram, nas redes sociais, dificuldade de acesso à nota de corte e ao ranqueamento, a posição de cada um em relação aos concorrentes. Essas informações são importantes porque o estudante pode mudar a opção de curso até o término das inscrições, escolhendo aquele no qual tem mais chance de ser aprovado. Além disso, muitos também relataram a redução da oferta de vagas em algumas universidades. Muitos usuários diziam ainda que faculdades de medicina em São Paulo, por exemplo, teriam diminuído as bolsas. Após as reclamações, o Ministério da Educação decidiu prorrogar o prazo de inscrições do programa para a próxima sexta-feira, 5. O prazo terminaria nesta quinta, 4, às 23h59, e ganhou mais 24 horas, encerrando no mesmo horário. O Prouni é um programa do governo federal que oferece bolsas de estudos integrais e parciais em instituições de ensino de nível superior. Os candidatos que fizeram ensino médio em escola pública ou que tiveram bolsa em escolas privadas têm prioridade no programa. Pessoas com deficiência também têm preferência. Para ser aprovado no Prouni é necessário obter uma média mínima de 450 pontos e não ter zerado a redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020 ou 2021. Para bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo. Para bolsas parciais, o limite é de até 3 salários mínimos, ou seja R$ 3,636 por pessoa da família.

*Com informações da repórter Nanny Cox