Após reclamações, Estação Capão Redondo, da Linha 5-Lilás, ganha reformas

  • Por Jovem Pan
  • 23/10/2019 08h48
Governo do Estado de São Paulo/DivulgaçãoSegundo o secretário de Transportes, linha 5-Lilás deve receber mais sete trens nos próximos dois meses

Conhecida como “marcha dos pinguins” devido aos acessos apertados e a grande quantidade de pessoas andando ao mesmo tempo, a linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo foi reformada. Após diversas reclamações de usuários, as obras, que incluem a ampliação da entrada, assim como aumento do número de catracas – de 11 para 15 – foram entregues nesta terça-feira (22) pelo governo do Estado.

Além disso, foi criada uma entrada exclusiva para os usuários dos ônibus e uma rampa especial para usuários com cadeira de rodas também foi construída. Por dia, cerca de 100 mil pessoas passam apenas pela estação Capão Redondo.

De acordo com o secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy, previsão é entregar mais sete trens para a linha nos próximos dois meses. “A nossa perspectiva é que, nos próximos 60 dias, todos os trens que ainda faltam ser entregues para operar na linha 5-Lilás possam ser entregues, para que contribuam ainda mais na melhoria da operação e na eventual necessidade, de acordo com a demanda, da ampliação da operação”, disse.

Baldy afirmou, também, que todo o investimento nas reformas, de R$ 3 bilhões foi privado, efetuado pela Via Mobilidade. Sobre o projeto de prolongamento da linha 5-Lilás ao Jardim Ângela, que ainda está em fase de estudo, o secretário ressaltou que a proposta ainda precisa ser aprimorada para virar um projeto  concreto.

*Com informações do repórter Victor Moraes