Após suspensões, projeto Escola Sem Partido pode ser votado nesta terça-feira (20)

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2018 07h10 - Atualizado em 20/11/2018 08h22
Marcos Santos/USPO projeto de Lei tem como objetivo proibir que docentes façam manifestações de cunho político, ideológico ou partidário em escolas

Depois de ser suspensa duas vezes, a votação do projeto Escola Sem Partido pode acontecer nesta terça-feira (20). O substitutivo apresentado pelo deputado do PSC, Flavinho, deve ser lido e analisado pela Comissão especial da Câmara dos Deputados.

O projeto de Lei tem como objetivo proibir que docentes façam manifestações de cunho político, ideológico ou partidário em escolas. O texto também impede que os professores incitem a participação dos alunos em manifestações e protestos.

A oposição tenta impedir a leitura do texto, que já foi suspensa duas vezes, para adiar a votação.

Se o projeto for votado, os deputados contrários devem pedir vista e, neste caso, os favoráveis entrariam com uma solicitação de vista conjunta. Com essas manobras, o tempo de análise fica restrito a apenas duas sessões de plenário.

O presidente da Comissão, deputado Marcos Rogério, disse que dificilmente o projeto será votado nesta terça-feira. Com isso, uma nova sessão deve acontecer ainda nesta quarta-feira (21).

*Informações da repórter Nanny Cox