Apreensões de cocaína atingem marca histórica e já superam 47 toneladas em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2019 06h51
Nicole Fusco/Jovem PanDe acordo com a Receita Federal, na lista de lugares com mais apreensões em 2019, o primeiro colocado é o Porto de Santos

O volume de cocaína apreendido no Brasil em 2019 é o maior já registrado pela Receita Federal. Somente entre janeiro e outubro foram recolhidas 47 toneladas da droga.

É maior índice da série histórica, que começou em 2015 e tem quase 50% a mais do que o registrado ao longo de todo o ano de 2018, quando os agentes capturaram, em todo o país, pouco mais de 31 toneladas.

Segundo a Receita Federal, na lista de lugares com mais cocaína apreendida em 2019, o primeiro colocado é o Porto de Santos, no litoral de São Paulo. Lá, foram quase 19 toneladas recolhidas.

Na sequência, aparecem os portos de Paranaguá, no Paraná, com 13 toneladas e meia capturadas, e Natal, no Rio Grande do Norte, onde os agentes acharam 4,4 toneladas da droga.

A Receita acredita que o aumento das apreensões está ligado ao aperfeiçoamento das técnicas de controle aduaneiro com uso intensivo de gestão de riscos, de ações de inteligência e de integração institucional.

*Com informações do repórter Vitor Brown