Artigos de Carnaval possuem carga tributária que chegam a 45%

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2019 08h08
Divulgação/Fernando Maia/Riotur Outros produtos que chamam atenção são colar havaiano, spray de espuma e máscara de plástico, todos na faixa de 45%

Nesta semana, as lojas de comércio popular de São Paulo estarão lotadas de consumidores atrás de artigos de Carnaval. A carga tributária embutida no preço desses produtos é 44%, isso de acordo com o levantamento da Associação Comercial de São Paulo.

Bastante consumidas nesta época, a caipirinha está no topo do ranking, com tributações de 77%; em seguida vem a cerveja com 56% de imposto. Outros produtos que chamam atenção são colar havaiano, spray de espuma e máscara de plástico, todos na faixa de 45%.

Para o economista da ACSP, Marcel Solimeo, em vez de atacar a raiz do problema, ele é repassado para a população mais pobre.

O item menos tributado do ranking é o preservativo por uma questão de saúde pública, o que o faz ser isento de ICMS e IPI.

*Informações do repórter Victor Moraes