Às vésperas do G20, chefe da OMC espera diminuição das tensões entre EUA e China

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2019 10h27
DIVULGAÇÃO/ ONURoberto Azevêdo destacou que uma reunião entre os líderes da China e EUA seria um ótimo sinal

Na próxima semana acontece a cúpula do G20 em Osaka, no Japão. O evento reúne líderes mundiais e o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevêdo, disse que espera medidas concretas em relação ao comércio entre países.

Azevêdo falou com jornalistas nesta quinta-feira (20) em Genebra, na Suiça, e destacou que uma reunião entre o presidente da China, Xi Jinping, e o presidente norte-americano, Donald Trump, seria um sinal muito bem-vindo.

Roberto Azevêdo também explicou que os países do G20 estão impondo muitas barreiras econômicas, acima da média histórica, e que isso está afetando o crescimento do comércio global.

Para o diretor da OMC está claro que Trump vê as tarifas como uma ferramenta muito importante de negociação, mas as tarifas elevadas demais podem romper cadeias de fornecimento e aumentar o nível de incerteza global.

A 14ª Reunião da Cúpula do G20 acontece nos dias 28 e 29 de junho, no Japão.

*Com informações de Mariana Janjácomo