Prefeito de Santo André pede que governo federal aprove quarentena para combate ao coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 18/03/2020 08h57
GUILHERME GANDOLFI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOSanto André tem, até o momento, apenas um caso confirmado da Covid-19

Em entrevista ao Jornal da Manhã nesta quarta-feira (18), Paulo Serra (PSDB), prefeito de Santo André, fez um apelo ao presidente da república, Jair Bolsonaro, para aprovação da quarentena em todo o país. 

Segundo Paulo Serra, neste momento, o ideal é que as pessoas fiquem em casa e só saiam de casa em “extrema necessidade para evitar o convívio e o contato social” com possíveis pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O chefe do Executivo defende a aprovação da quarentena.

Para Serra, embora uma possível imposição de quarentena em todo o país traga impactos econômicos, “o crescimento deste ano já foi perdido” e o Brasil passará por esta nova crise.

“O Brasil já passou por outras crises econômicas e superamos, mas nunca enfrentamos uma crise sanitária e biológica como essa. Faço um apelo para que o presidente assine a quarentena para que o país possa combater esse vírus da melhor forma.”

Ainda de acordo com Serra, Santo André tem, até o momento, apenas um caso confirmado da Covid-19. São ainda 79 notificações, 46 casos suspeitos e 34 descartados para o novo coronavírus

Medidas municipais

O município suspendeu a partir da segunda-feira (23) as aulas em toda rede municipal de ensino, seguindo a postura também adotada em São Paulo e em outras cidades da região. 

De acordo com Serra, já nesta semana, o número de alunos nas escolas diminuiu significativamente. Na segunda-feira apenas 17% dos estudantes compareceram às escolas e, na terça-feira, o número caiu para 7%. 

Para o prefeito, a população apoiou a medida e entendeu a decisão estabelecida. 

“A única forma de combater a doença é a suspensão da interação social. Claro que temos muitas limitações ainda, mas temos feito a nossa parte. Estamos monitorando os casos 24 horas e a população tem ajudado bastante.”

Na saúde, para ampliar o número de leitos de UTI na cidade, a cidade suspendeu cirurgias eletivas, já ampliando em 90 novos leitos disponíveis. 

Além disso, o prefeito de Santo André fará uma reunião com prefeitos dos outros sete municípios da região para “padronizar as ações e entender como o ABC unido pode trabalhar para aumentar a capacidade para combater o coronavírus”.