Ataque de tosse atrapalha May em pleno congresso conservador

  • Por Jovem Pan com Agências
  • 05/10/2017 09h31
EFEA primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou ainda que seu governo está pronto para "qualquer eventualidade" nas negociações da saída do país da União Europeia

Vários episódios de tosse estão deixando nesta quarta-feira (04) a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afônica e sem palavras em pleno discurso no congresso do Partido Conservador em Manchester (norte da Inglaterra). A líder “tory” teve que interromper várias vezes seu discurso, considerado essencial para demonstrar sua autoridade após perder a maioria absoluta nas últimas eleições e restabelecer os objetivos da legenda, afundada em lutas internas por causa do Brexit e o avanço da oposição trabalhista.

Os contínuos ataques de tosse sofridos por May, que a deixaram sem ar, foram recebidos com aplausos de ânimo e crescente preocupação dos assistentes.

Em outro episódio, um homem interrompeu a gritos o discurso de May, para depois ser retirado rapidamente da sala entre os aplausos dos militantes conservadores.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou ainda que seu governo está pronto para “qualquer eventualidade” nas negociações da saída do país da União Europeia, o chamado Brexit, inclusive a possibilidade de não haver acordo. “Está profundamente em nossos interesses que as negociações tenham sucesso”, afirmou, o que resultará em uma nova relação entre o Reino Unido e o bloco. “É nossa responsabilidade como governo nos preparar para qualquer eventualidade. E deixe-me ressaltar para todos aqui: isso é exatamente o que estamos fazendo”, afirmou. May discursou na conferência do Partido Conservador.

A premiê pediu desculpas a seu partido pelo resultado fraco nas últimas eleições. “Eu liderei a campanha e eu me desculpo”, afirmou. O Partido Conservador acabou perdendo a maioria que tinha no Legislativo na disputa eleitoral e agora lidera um governo minoritário.