Atendimento presencial em agências do INSS volta na segunda-feira

Para ter acesso aos procedimentos, o segurado deve agendar o atendimento pelo aplicativo Meu INSS ou no telefone 135

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2020 06h33 - Atualizado em 11/09/2020 07h35
Reprodução/FacebookEm meio a resistência e ameaças de greve por parte dos servidores da Previdência, a reabertura chegou a ser adiada pelo INSS sete vezes

O atendimento presencial em pelo menos 600 agências do INSS retorna na segunda feira, dia 14. O segurado que tiver interesse no atendimento deve agendar o procedimento pelo aplicativo Meu INSS ou no telefone 135. O horário de funcionamento dos postos será reduzido, funcionando as agências das 7 horas às 13 horas. Segurados sem agendamento não serão atendidos para evitar aglomerações. Dentro dos estabelecimentos, haverá distanciamento obrigatório, uso de máscaras de proteção e medição de temperatura corporal, medidas adotadas para diminuir as chances de contágio pelo coronavírus. Estarão disponíveis para atendimento presencial os serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional. Serviços como aposentadoria, salário a maternidade, pensão continuam sendo fornecidos online. O Brasil tem um pouco mais de 1.500 agências da Previdência Social, cada um delas vai avaliar o perfil do quadro dos funcionários, o volume dos atendimentos realizados, além da organização do espaço e as medidas de limpeza e segurança.

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal, diz as filas para o recebimento dos benefícios não aumentaram enquanto as agências estiveram fechadas. “Todos os serviços foram feitos de maneira remota, não houve um acréscimo ou geração de filas, mas alguns serviços necessitam do atendimento presencial e estes são os serviços que vamos priorizar, fundamentalmente a perícia. No entanto, mesmo sem as perícias mantivemos as concessões por meio de uma antecipação”, explica. Em meio a resistência e ameaças de greve por parte dos servidores da Previdência, a reabertura chegou a ser adiada pelo INSS sete vezes. Bruno Bianco garante que conversou com lideranças dos servidores e que uma nova greve na segunda esta descartada.

*Com informações do repórter Victor Moraes