Aumento de 70% no preço do ovo assusta consumidores no RJ

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2020 07h29 - Atualizado em 03/04/2020 08h24
PixabayAntes da crise provocada pelo covid-19 era fácil encontrar nas redes varejistas e supermercados uma cartela com 30 ovos por R$ 10

Não há risco de desabastecimento de alimentos no Rio de Janeiro diante da pandemia do novo coronavírus, pelo menos por enquanto. Mas existe um produto que virou simbolo da hiperinflação em tempos de pandemia: o velho e tradicional ovo.

Antes da crise provocada pelo covid-19 era fácil encontrar nas redes varejistas e supermercados uma cartela com 30 ovos por R$ 10. Hoje, a realidade é totalmente diferente. Esse mesmo produto custa quase o preço do quilo de uma carne de primeira, cerca de R$ 17. O aumento é de 70%.

As explicações estão sendo buscadas, mas é bom lembrar que, tradicionalmente, antes desse período do Páscoa, há uma maior demanda por ovos e os preços sobem. Ou seja, segundo alguns economistas não dá para fazer uma relação direta ou colocar tudo na conta do coronavírus.

Cesta básica

A Prefeitura está firmando uma parceria com as grandes redes para auxiliar na distribuição de 50 mil cestas básicas para famílias que tem alunos na rede pública de ensino da cidade. Esse processo de cadastramento deve durar duas semanas e, depois, poderão retirar no próprio mercado a cesta básica.

O governo do Estado também está firmando parceria com produtores agrícolas para que eles possam fornecer diretamente produtos especialmente hortifruti granjeiros para as grandes redes, sem atravessadores, em tempos de pandemia.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga