Austrália: Focos de incêndio se juntam e tomam área 4 vezes maior que Nova York

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2020 08h35
EFEAlta temperatura agravou os incêndios em Nova Gales do Sul e Victoria, os mais atingidos pela crise climática

Fortes ventos na Austrália juntaram dois focos de incêndio que tomaram uma área quatro vezes maior que a cidade de Nova York.

Depois das chuvas no início da semana, os termômetros voltaram a subir e chegaram aos 40 graus em algumas regiões. A temperatura agravou os incêndios em Nova Gales do Sul e Victoria, os mais atingidos pela crise climática.

Vários moradores na fronteira entre os dois estados tiveram que sair de casa às pressas.

Só em Nova Gales do Sul foram registrados mais de 130 focos, sendo que 50 ainda não foram controlados. O fogo consumiu 5 milhões de hectares e deixou 18 mortos somente no estado. No total, foram pelo menos 26 mortos e 8 milhões de hectares destruídos, o equivalente ao tamanho da Irlanda.

Pesquisadores da Universidade de Sydney calculam que um bilhão de animais morreram desde o início dos incêndios, em setembro.

A população reclama da falta de ação do primeiro-ministro, Scott Morrisson, para responder à tragédia.

Nesta sexta-feira, milhares de australianos foram às ruas pedir mais políticas do governo contra os incêndios e o aquecimento global. Os manifestantes querem mais recursos para os bombeiros, ajuda às comunidades afetadas e indígenas e imediata transição para a energia renovável.

* Com informações da repórter Nanny Cox