Avanços no leilão do excedente da cessão onerosa ocorrerão na próxima semana, diz ministro

  • Por Jovem Pan
  • 22/02/2019 06h15
DivulgaçãoEm tempos de crise fiscal, o Governo não tem tempo de viabilizar a estatal brasileira

O ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, disse nesta quinta-feira (21), que na próxima semana o Conselho Nacional de Política Energética deve dar um passo adiante no leilão do excedente da cessão onerosa.

Na reunião da próxima semana está prevista a formatação do contrato firmado no Governo Lula entre Petrobras e União. A Petrobras garantiu o direito de explorar 5 bilhões de barris de óleo na cessão onerosa e, em contrapartida, a União aumentou sua participação no capital societário da estatal.

De lá para cá a revisão do contrato está prevista, mas existe impasse sobre quanto e como deve ser o ressarcimento. Em tempos de crise fiscal, o Governo não tem tempo de viabilizar a estatal brasileira.

Na reunião de março o valor de indenização à Petrobras deve ser concebido.

Capitalização da Eletrobras

Sobre a capitalização da Eletrobras o ministro disse que tem esperança ainda em 2019: “minha esperança é tão logo se tenha modelagem disso, aí a gente vai modelar as ações, mas sem esse modelo eu não posso dizer quando isso pode ser realizado”.

Apesar da esperança do ministro, dentro do próprio ministério tem gente dizendo que dificilmente o processo de capitalização será aprovado ainda em 2019 e trabalha com a hipótese de privatização ou capitalização da estatal apenas em 2020.

*Informações do repórter Rodrigo Viga