Baleado em tentativa de assalto, estudante morre no Hospital das Clínicas

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2018 06h10 - Atualizado em 22/06/2018 12h50
Divulgação/SiteHCGustavo estava internado no Hospital das Clínicas e teve morte cerebral confirmada na tarde desta quinta-feira (21)

Morre universitário baleado durante tentativa de assalto na região do Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo.
 Baleado na nuca, Gustavo Henrique Duque Castilho de Moraes, de 22 anos, estava internado no Hospital das Clínicas e teve morte cerebral confirmada na tarde desta quinta-feira (21).

Estudante de Arquitetura, Gustavo estava com um amigo quando ambos foram atacados na saída de uma loja do Hipermercado Extra no início da noite da quarta-feira (20).

O universitário ocupava o banco do passageiro do veículo, um Nissan Kicks branco, quando dois criminosos surgiram, em uma moto Honda NXR150 vermelha, e anunciaram o assalto.

Assustado, o colega de Gustavo acelerou o veículo, na tentativa de escapar, mas o bandido que estava armado atirou, atingindo o universitário.

A dupla desistiu do assalto e fugiu, enquanto o estudante foi socorrido para o pronto-socorro do Hospital das Clínicas, em estado grave, onde morreu nesta quinta-feira.

O amigo de Gustavo escapou ileso do assalto.
 Após balear o universitário, os ladrões atacaram o motorista de um Cobalt branco na mesma região e levaram o veículo, abandonando a moto.

O Copom foi acionado e avisou as equipes em patrulhamento na área, até que uma delas conseguiu localizar o Chevrolet na Avenida Escola Politécnica.
 A dupla ainda tentou fugir, mas o motorista perdeu o controle da direção e colidiu o carro contra um semáforo.

A arma usada no crime e pertences do proprietário do Cobalt foram encontrados com a dupla.

Identificado como autor do disparo que vitimou o estudante, Matheus Gonçalves Rodrigues Paraíso, de 19 anos, foi autuado em flagrante no 91º Distrito Policial, da Vila Leopoldina.
 O comparsa dele era um adolescente, de 17 anos, que foi encaminhado à Fundação CASA.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore