Barroso autoriza PF a cruzar dados entre inquéritos envolvendo Temer

  • Por Jovem Pan
  • 22/08/2018 06h45
EFE/Joédson AlvesO presidente é acusado de supostamente ter beneficiado empresas do setor

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, autorizou que a Polícia Federal cruze informações dos dois inquéritos em que o presidente Michel Temer está entre os investigados.

Com isso, serão compartilhadas informações do inquérito que trata de supostas irregularidades no Porto de Santos, em que o presidente é acusado de supostamente ter beneficiado empresas do setor e outro inquérito que investiga um suposto repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para o MDB. Repasse que teria sido negociado durante jantar no Palácio do Jaburu em Brasília.

Na decisão, o ministro afirmou que mesmo documentos sigilosos podem ser compartilhados com o objetivo de instruir um outro processo criminal.

O prazo para a conclusão do inquérito dos Portos termina em setembro e o da Odebrecht só em outubro.

O ministro Roberto Barroso é o relator do inquérito dos Portos e o caso da Odebrecht tem como relator o ministro Edson Fachin, que é responsável pela Lava Jato no STF.

*Informações da repórter Luciana Verdolin