Barroso pede que delegado explique pedido de mais 60 dias para investigação contra Temer

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2018 06h30
Rosinei Coutinho/SCO/STFO delegado justificou ao ministro que ainda existem algumas pendências na investigação e assegurou que nenhuma informação relativa a aspectos sigilosos do inquérito foi por ele divulgada

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Roberto Barroso, que é relator de inquérito que investiga o presidente Michel Temer por supostas irregularidades no setor de portos, telefonou neste domingo (25) para o delegado responsável pelo caso Cleyber Malta Lopes que pediu na semana passada mais 60 dias para concluir as investigações.

O delegado justificou ao ministro que ainda existem algumas pendências na investigação e assegurou que nenhuma informação relativa a aspectos sigilosos do inquérito foi por ele divulgada a quem quer que seja e que ele conduz a apuração com toda a diligência e discrição que o caso exige.

O ministro, vale lembrar, já cobrou do diretor da Polícia Federal, Fernando Segovia, que evite se manifestar sobre o processo de investigação. Segovia afirmou em entrevista que acreditava que o inquérito seria arquivado por falta de provas, o que irritou os investigadores. Irritado também ficou o ministro, que inclusive chamou Segovia no gabinete em Brasília e reclamou dos comentários e pediu que, a partir de agora, eles devem ser evitados.

*Informações da repórter Luciana Verdolin