Barroso prorroga, pela 4ª vez, prazo para PF investigar Temer no inquérito dos Portos

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2018 08h16
EFE/Joédson AlvesA Polícia Federal justificou a necessidade de mais tempo, uma vez que duas testemunhas do presidente Temer só poderiam prestar depoimento nessa semana

O ministro do Supremo Tribunal Federal Roberto Barroso aprovou mais um pedido da Polícia Federal para prorrogar o chamado Inquérito dos Portos. A denúncia é de que supostamente o presidente Michel Temer teria editado um decreto para beneficiar empresas do setor em troca de propina.

Essa é a quarta vez que o prazo é prorrogado. A Polícia Federal justificou a necessidade de mais tempo, uma vez que duas testemunhas do presidente Temer só poderiam prestar depoimento nessa semana.

Por isso, o ministro concedeu mais 15 dias sob a concordância da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Roberto Barroso, no entanto, lembrou no despacho dentro do processo que após esse prazo a Polícia Federal deverá apresentar o relatório final sobre o caso. O presidente Michel Temer sempre negou as irregularidades.

*Informações da repórter Luciana Verdolin