Belo Horizonte dá início nesta segunda à reabertura gradual do comércio

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2020 06h10 - Atualizado em 25/05/2020 08h06
EFE/EPA/Peter FoleyA expectativa da prefeitura é que a abertura dessas lojas não gere aumento na circulação de pessoas

A cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, começa a flexibilizar a quarentena a partir desta segunda-feira (25), depois de quase dois meses de atividades reduzidas pela pandemia da Covid-19.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, a medida foi tomada com base em três indicadores: os índices de ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) e de enfermaria e a taxa de contaminação. Até a sexta-feira (22), dado mais recente, 40% dos leitos de UTI do SUS estavam ocupados.

Já os leitos exclusivos para a Covid-19 estavam com 34% de ocupação. A taxa de transmissão da Covid-19 está em 1,09%.

A reabertura da capital mineira será feita em quatro fases. Na primeira, poderão abrir salões de beleza; lojas de veículos, peças e acessórios; lojas de móveis, cama e banho; papelarias, livrarias e brinquedos; perfumarias, cosméticos e higiene pessoal; e os shoppings populares.

A expectativa da prefeitura é que a abertura dessas lojas não gere aumento na circulação de pessoas. Para evitar essa intensa movimentação, a maior parte do comércio vai abrir a partir das 11 horas da manhã.

Além disso, as lojas que reabrirem também vão ter seguir regras, como o número limitado de clientes, distanciamento entre as pessoas, disponibilização de álcool gel e a exigência das máscaras.

Em entrevista coletiva na sexta-feira, o secretário municipal da Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, afirmou que as próximas etapas da reabertura vão depender dos indicadores. Na próxima sexta-feira, dia 29, será anunciado se haverá ou não a segunda fase da reabertura e quais setores estarão incluídos nesta nova etapa.

*Com informações da repórter Nicole Fusco