Bilhetes apreendidos pela PF indicam que Operação Furna da Onça no RJ foi vazada

  • Por Jovem Pan
  • 14/11/2018 06h50
Fernando Frazão/Agência BrasilNa busca e apreensão da semana passada, a PF encontrou também documentos que mostram orientações dadas da cadeia pelo deputado preso Paulo Melo

A Operação Furna da Onça, que levou deputados à cadeia na semana passada, foi vazada. Essa é a conclusão da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, envolvidos nas prisões de parlamentares, assessores e membros do governo estadual.

Uma das indicações foi o fato de o deputado Coronel Jairo ter se internado na véspera da operação. Além disso, um outro preso, o então secretário de governo do Estado do RJ, Affonso Monnerat, quando a PF chegou a sua casa, estava de banho tomado, arrumado, à espera dos agentes.

Na busca e apreensão da semana passada, a PF encontrou também documentos que mostram orientações dadas da cadeia pelo deputado preso Paulo Melo. Ele foi preso junto aos também deputados Jorge Picciani e Edson Albertassi.

Era uma espécie de manual para pessoas próximas. No manuscrito, Melo pedia que fossem eliminadas provas, evidências e fossem apagadas imagens de redes sociais.

Há quase um ano esse processo está parado dentro da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Só agora é que a Alerj começa a se movimentar para pedir detalhes da investigação em torno da Operação Cadeia Velha.

*Informações do repórter Rodrigo Viga