Bolsonaro avança em intenção de votos, mostra pesquisa da Confederação Nacional do Transporte

Atual presidente da República pontuou 32,2% contra 40,6% de Luiz Inácio Lula da Silva; na pesquisa anterior da CNT, ele tinha 28%, e o petista, 42%

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2022 08h26 - Atualizado em 11/05/2022 13h24
Foto: Isac Nóbrega/PR Jair Bolsonaro Presidente Jair Bolsonaro (PL)

Nova pesquisa eleitoral realizada pela Confederação Nacional do Transporte mostra que o presidente Jair Bolsonaro (PL) avança em intenções de votos. Na pesquisa estimulada, quando os entrevistados recebem uma lista dos candidatos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu 40,6% das intenções de voto contra 32,2% do presidente Jair Bolsonaro (PL). Na comparação com o levantamento feito pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) em fevereiro, o petista tinha 42% contra 28% do atual chefe do Executivo. Em terceiro lugar, Ciro Gomes (PDT) registrou 7,1% das intenções, seguido por João Doria (PSDB), com 3,1%. André Janones (Avante) aparece com 2,5%; Simone Tebet (MDB), com 2,3%; e Felipe d’Ávila (Novo), com 0,3%. Nulos e brancos somaram 5,1%, enquanto 7% dos entrevistados se declararam indecisos.

Já na pesquisa espontânea, na qual os entrevistados dizem o nome do candidato que está na cabeça, Lula aparece com 33,4% e Bolsonaro 27,3%. O petista tinha 32,8% e o atual mandatário da República tinha 24,4% na pesquisa feita em fevereiro, mostrando uma oscilação de Lula dentro da margem de erro e um leve aumento das intenções de voto em Bolsonaro. Na sondagem atual, Ciro Gomes foi o terceiro mais lembrado pelos entrevistados e pontuou 3,8%. Doria e Janones vem em seguida com 0,9% e 0,5% respectivamente. Outros candidatos somaram 1,,2%. 5,8%  dos entrevistados disseram que vão votar nulo ou branco e 27,1%o estão indecisos.

A CNT ainda questionou os entrevistados sobre as urnas eletrônicas: 68% disseram que nos equipamentos e 28,6% não confiam; 3,4% não sabem ou não responderam. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre os dias 4 e 7 de maio em 137 municípios de 25 Estados. A sondagem está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número DR05757-2022.

*Com informações da repórter Nanny Cox